Pular para o conteúdo principal

Três Estratégias para motivar-se no trabalho



Há dias que é difícil entrar no jogo e manter o foco nas atividades que temos à nossa frente. Para alguns, esta ataques de mal-estar relacionados ao trabalho ocorrem na segunda-feira, mas qualquer dia da semana pode ter um impacto similar.


Existem algumas técnicas que podem ajudá-lo a permanecer motivado, mesmo quando os planos são letárgicos:

1.   Concentre-se em algo que pode ser feito em 30 minutos ou menos.

Quando o cérebro está funcionando tão lento quanto o movimento de melaço, é importante evitar grandes projetos ou trabalho duro. Em vez disso, assuma primeiramente uma tarefa pequena, definível e factível, na parte da manhã.

Por exemplo, você pode precisar escrever um resumo de um encontro recente com as principais partes interessadas. Reúna as informações que você precisa e manter o foco até que você conclua. Assim que estiver pronto, faça uma pequena pausa e tome um cafezinho. É uma pequena vitória, mas que pode dar-lhe alguma força.

2.   Reveja os comentários positivos em sua mais recente avaliação de desempenho.

Todo mundo é impulsionado pelo reconhecimento positivo. Nós amamos quando os outros pensam que trazemos valor para a equipe, departamento e organização. Durante as avaliações de desempenho, os gestores vão indicar o que você tem feito bem, e onde você pode melhorar. Ao sentir um pouco desmotivado, reveja o que seu gerente gosta de você.

"Jack, você é um excelente jogador da equipe! Nós apreciamos o seu compromisso com o nosso departamento”.

Ao ler esses comentários, você está lembrado de que outros dependem de suas habilidades e capacidades. Em vez de sentar em sua mesa, e à espera da vez para assinalar por, levante-se e pergunte aos outros como você pode ajudar.

3.   Tenha um checklist.

Quando você tiver um momento difícil com foco, rapidamente faça uma lista de trabalho que precisa ser feito.

Com a lista na mão, anote os três itens que serão feitos naquele dia. Trabalhe no item n º 1 e pare até que esteja completo.

Com esta abordagem, você pode ter um dia relativamente bem sucedido, embora a sua motivação esteja muito baixa.

Como gestor e líder de sua organização, você deve manter uma atitude positiva, mesmo quando estiver um pouco para baixo. Se os seus empregados verem que falta energia, eles logo vão imitar essa emoção.

Mantenha uma postura profissional e de seguir em frente, e você terá um dia de trabalho produtivo.


REFERÊNCIAS:

Tradução e adaptação do texto original de:

JMBOX.  3 Strategies to motivate yourself at work. Jmbox.com blog.  Disponível em <  http://www.jmbok.com/blog/2013/07/3-strategies-to-motivate-yourself-at-work/ > Acessado em 25 de Jul. de 2013.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Significado Prático do 5S

Gerisval Alves Pessoa*
Daniel da Silva Jatahy**
Conceito de 5S


È um programa de educação e treinamento que busca a mudança no comportamento e nos hábitos das pessoas, de maneira simples e ao mesmo tempo revolucionária, por meio da prática de ações de melhorias contínuas no ambiente de trabalho e no gerenciamento do dia a dia das organizações.

Tem como objetivo principal preparar uma empresa, um departamento, um bairro, uma escola, uma cidade ou qualquer espaço físico para uma intervenção de melhoria no ambiente, por meio do envolvimento das pessoas e do trabalho em equipe.

Os 5S são uma derivação de cinco palavras de origem japonesa adaptadas para o português conforme descritas abaixo:


- Seiri: Senso de Utilização
- Seiton: Senso de Ordenação
- Seisou: Senso de Limpeza
- Seiketsu: Senso de Higiene, Saúde ou Bem Estar
- Shitsuke: Senso de Autodisciplina

Mas para torná-lo simples, é necessário que entendamos de forma prática o conceito de cada senso e que o torne uma ferramenta para ser utilizada …

Série Ferramentas de Gestão: Diagrama do Processo Decisório

Diagrama do Processo Decisório ou PDPC (Process Decision Program Chart)

O Diagrama PDPC procura não apenas antecipar possíveis desvios de rota, mas também desenvolver medidas alternativas que previnam a ocorrência de desvios e atuem satisfatoriamente caso ocorram desvios de rota
O PDPC procura também, desenvolver planos de contingências / planos alternativo para lidar com as incertezas.
Deve-se usá-lo quando:
1.A tarefa é nova ou única; 2.O plano de implementação é complexo e difícil execução; 3.A eficiência de implementação é crítica. 4.Projeto de instalação de uma nova máquina ou intervenção de manutenção 5.Desenvolvimento e introdução de novos produtos
O PDPC pode também, ser usado para mostrar a cadeia de eventos que levam a um resultado indesejável.
Roteiro para Construção:
O Diagrama do Processo Decisório (DPD) é construído nas seguintes etapas:
• Fluxo básico • Macro-DPD • Micro-DPD

Roteiro Básico:
1.Definir os pontos de partida e de chegada 2.Traçar um plano otimista  3.Pensar sobre fatos qu…

Série Ferramentas de Gestão: FMEA

FMEA (Failure Mode and Effect Analysis) - Análise dos Modos e Efeitos das Falhas
FMEA é uma ferramenta básica aplicada à confiabilidade que tem sua principal aplicação para a:
-Melhoria de um produto ou processo já em operação. A partir da identificação das causas das falhas ocorridas e seu posterior bloqueio. -Detecção e bloqueio das causas de falhas potenciais (antes que aconteçam) em produtos ou processos já em operação. -Detecção e bloqueio das causas de falhas potenciais (antes que aconteçam) em produtos ou processos, ainda na fase de projeto.
A ferramenta FMEA (Análise dos Modos e Efeitos das Falhas) é um método de análise de projetos (de produtos ou processos, industriais e/ou administrativos) usado para identificar todos os possíveis modos potenciais de falha e determinar o efeito de cada uma sobre o desempenho do sistema (produto ou processo), mediante um raciocínio basicamente dedutivo. É um método analítico padronizado para detectar e eliminar problemas potenciais de forma siste…