Pular para o conteúdo principal

Os líderes positivos gerenciam a lanterna de suas mentes



Um líder de alto desempenho tem que ser positivo para alcançar os resultados desejados, mas como tornar-se positivo?

Concentrar-se é importante, mas em dois sentidos: Com foco em emoções positivas, em saber onde você está indo e em usar as emoções para chegar lá. Isso faz parte da arte da liderança, e do ponto de vista da inteligência emocional que se baseia em todos os aspectos, principalmente emocional de autorregulação.

Mas, como os líderes podem se concentrar em manter-se autopositivo?

O gerenciamento de suas próprias emoções é determinado pela forma que se concentrar. O “olho da mente” é como uma lanterna. Esta lanterna pode sempre procurar algo positivo ou algo negativo. O segredo é ser capaz de controlar essa lanterna para procurar a oportunidade e o positivo. Quando você faz isso, está jogando para ganhar. Você é capaz de se concentrar nas coisas certas e manter-se autopositivo.

Agora, o cérebro por padrão vai olhar para o que é negativo até que você tem a garantia de sobrevivência. Uma vez que você sinta que é capaz de sobreviver, então pode olhar para o lado positivo. Muitas pessoas nas organizações e na vida sentem como elas são reféns. Elas estão olhando para o que pode dar errado, a fim de sobreviver e não jogam para ganhar, jogam para não perder. São muito defensivas. O estado em que você está é determinado pelo que você foca, e esse foco é muito importante para gerenciar. Mas, um líder, usando a inteligência emocional e autorregulação, não só tem que concentrar-se no olho da sua própria mente, mas também, ajudar os outros a se concentrarem no olho das suas mentes.

Fazendo um paralelo de uma negociação com uma situação de refém: Um sequestrador quer algo, e o negociador tem que ser capaz de formar um vínculo, formar uma relação com essa pessoa negativa. Através desse relacionamento que inicia um diálogo para entender o que ele precisa, qual é perda, qual é a dor, e ajudá-lo a mudar a mentalidade e procurar uma saída: A desistir de seus reféns, desistir de suas armas e sair sabendo que provavelmente irá para a prisão. A taxa de sucesso é de aproximadamente 95%. Isso mostra o que finalmente os seres humanos querem: Ser parte da vida. Mas, também tem muito a ver com estado positivo do negociador no momento, concentrando-se em um resultado positivo.

REFERÊNCIAS:      

Extraído, traduzido e adaptado do texto original de:

GOLEMAN, Daniel. Positive leaders manage their mind’s 'flashlight'.  Linkedin.com. Disponível em< http://www.linkedin.com/today/post/article/20130711015235-117825785-positive-leaders-manage-their-mind-s-flashlight?trk=mp-author-card> > Acessado em 21 de Jul. 2013.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Série Ferramentas de Gestão: FTA

Série Ferramentas de Gestão: FMEA

FMEA (Failure Mode and Effect Analysis) - Análise dos Modos e Efeitos das Falhas
FMEA é uma ferramenta básica aplicada à confiabilidade que tem sua principal aplicação para a:
-Melhoria de um produto ou processo já em operação. A partir da identificação das causas das falhas ocorridas e seu posterior bloqueio. -Detecção e bloqueio das causas de falhas potenciais (antes que aconteçam) em produtos ou processos já em operação. -Detecção e bloqueio das causas de falhas potenciais (antes que aconteçam) em produtos ou processos, ainda na fase de projeto.
A ferramenta FMEA (Análise dos Modos e Efeitos das Falhas) é um método de análise de projetos (de produtos ou processos, industriais e/ou administrativos) usado para identificar todos os possíveis modos potenciais de falha e determinar o efeito de cada uma sobre o desempenho do sistema (produto ou processo), mediante um raciocínio basicamente dedutivo. É um método analítico padronizado para detectar e eliminar problemas potenciais de forma siste…

Série Ferramentas de Gestão: Diagrama do Processo Decisório

Diagrama do Processo Decisório ou PDPC (Process Decision Program Chart)

O Diagrama PDPC procura não apenas antecipar possíveis desvios de rota, mas também desenvolver medidas alternativas que previnam a ocorrência de desvios e atuem satisfatoriamente caso ocorram desvios de rota
O PDPC procura também, desenvolver planos de contingências / planos alternativo para lidar com as incertezas.
Deve-se usá-lo quando:
1.A tarefa é nova ou única; 2.O plano de implementação é complexo e difícil execução; 3.A eficiência de implementação é crítica. 4.Projeto de instalação de uma nova máquina ou intervenção de manutenção 5.Desenvolvimento e introdução de novos produtos
O PDPC pode também, ser usado para mostrar a cadeia de eventos que levam a um resultado indesejável.
Roteiro para Construção:
O Diagrama do Processo Decisório (DPD) é construído nas seguintes etapas:
• Fluxo básico • Macro-DPD • Micro-DPD

Roteiro Básico:
1.Definir os pontos de partida e de chegada 2.Traçar um plano otimista  3.Pensar sobre fatos qu…