Pular para o conteúdo principal

12 Frases que você deve evitar em um contexto profissional



Dizer as coisas certas é importante, especialmente quando se trata de sua carreira. Não importa se você é um fundador de negócios ou um empregado em início de carreira, existem, provavelmente, palavras e frases que você está usando que geram dificuldades no seu trabalho.

Remover estas frases de suas conversas cotidianas no trabalho, pois é importante que seja mais ponderado em ambas as suas vidas profissionais e pessoais:

1. "Isso não é meu trabalho". Esse tipo de frase de autosserviço não só vai irritar seus colegas de trabalho ou gerente, ela também poderia custar o seu trabalho. Enquanto a tarefa pode não se encaixar diretamente dentro de sua descrição original de cargo, é para o bem maior da empresa que você ajude onde e quando possível.

2. "Eu vou tentar". Se você quer inspirar dúvida em quem você está falando, dia essa frase. Não só você vai eliminar a confiança dos colegas de trabalho, como também colocar dúvida na mente de seus clientes. Substitua “tentar” por "farei" para obter melhores resultados.

3. "Eu não gosto de ... " Se você está constantemente compartilhando sua aversão às coisas, seus colegas de trabalho rapidamente perceberão. Evite negatividade constante e foque em mais positividade. Por exemplo, em vez de dizer que você não gosta de reuniões, porque são muitas ou longas, descubra uma maneira para energizá-las ou mantê-las curtas.

4. "Estou muito ocupado. "É hora de encarar a música: Todo mundo é muito ocupado. Substitua essa frase com algo como: "Depois que eu resolver esta tarefa, ficarei feliz em dar uma olhada nisso".


Evite essas frases durante uma entrevista:

1. "Eu acho ..." Esta declaração só mostra insegurança, algo que você não pode arriscar em uma entrevista. Largue essa frase e a substitua por algo mais confiante como "Na minha experiência... ".

2. "Para ser honesto ... ". Afirmando isso antes de responder a uma pergunta pode levar o entrevistador a acreditar que você não estava sendo honesto, durante o resto de sua entrevista. Evite esta frase completamente e nunca minta durante uma entrevista.

3. "Eu, eu, eu”. Se todo o seu processo de pensamento durante a sua entrevista é em relação a si mesmo, ele virá através de como você vai responder a perguntas. A empresa quer saber o que você vai trazer para a posição em aberto.

4. "Meu emprego anterior era horrível ...". Falar mal nunca é uma boa ideia, isso mostra que você é desonesto ou desleal. Se você não tem algo bom a dizer sobre o seu emprego atual ou anterior, então é melhor não dizer nada disso. Qualquer tipo de negatividade em relação a uma empresa ou gerente pode rotulá-lo como uma má contratação.


Remover estas palavras do seu currículo:

1. "Altamente qualificado". Mostre, não diga. Basta escrever isto, liste as experiências que fazem você altamente qualificado.

2. "Familiarizado com ...". Mais uma vez, é essencial mostrar a um entrevistador exatamente como você já usou programas, técnicas ou habilidades específicas. Basta listar sua familiaridade.

3. "Trabalho em equipe". Como você participou na equipe? Evite serviço de apoio e compartilhe experiências e realizações que obteve através de trabalho em equipe, algo concreto.

4. "Solucionador de problemas". Em vez disso, escreva em seu currículo as suas habilidades que o caracteriza um solucionador de problemas. Por exemplo, compartilhe uma conquista de resolução de problemas que beneficiou seu empregador anterior ou um cliente.

Não deixe que o que você diz impeça o deslanchar de sua carreira! Avalie seu vocabulário para garantir que você demonstra positividade e confiança.


REFERÊNCIAS:

Tradução e adaptação do texto original de:

POZIN, Ilya.  12 Phrases you should never say in a professional context. Business Insider.  Disponível em http://www.businessinsider.com/unprofessional-phrases-2014-2 > Acessado em 02 de Mar. de 2014.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Significado Prático do 5S

Gerisval Alves Pessoa*
Daniel da Silva Jatahy**
Conceito de 5S


È um programa de educação e treinamento que busca a mudança no comportamento e nos hábitos das pessoas, de maneira simples e ao mesmo tempo revolucionária, por meio da prática de ações de melhorias contínuas no ambiente de trabalho e no gerenciamento do dia a dia das organizações.

Tem como objetivo principal preparar uma empresa, um departamento, um bairro, uma escola, uma cidade ou qualquer espaço físico para uma intervenção de melhoria no ambiente, por meio do envolvimento das pessoas e do trabalho em equipe.

Os 5S são uma derivação de cinco palavras de origem japonesa adaptadas para o português conforme descritas abaixo:


- Seiri: Senso de Utilização
- Seiton: Senso de Ordenação
- Seisou: Senso de Limpeza
- Seiketsu: Senso de Higiene, Saúde ou Bem Estar
- Shitsuke: Senso de Autodisciplina

Mas para torná-lo simples, é necessário que entendamos de forma prática o conceito de cada senso e que o torne uma ferramenta para ser utilizada …

Série Ferramentas de Gestão: FMEA

FMEA (Failure Mode and Effect Analysis) - Análise dos Modos e Efeitos das Falhas
FMEA é uma ferramenta básica aplicada à confiabilidade que tem sua principal aplicação para a:
-Melhoria de um produto ou processo já em operação. A partir da identificação das causas das falhas ocorridas e seu posterior bloqueio. -Detecção e bloqueio das causas de falhas potenciais (antes que aconteçam) em produtos ou processos já em operação. -Detecção e bloqueio das causas de falhas potenciais (antes que aconteçam) em produtos ou processos, ainda na fase de projeto.
A ferramenta FMEA (Análise dos Modos e Efeitos das Falhas) é um método de análise de projetos (de produtos ou processos, industriais e/ou administrativos) usado para identificar todos os possíveis modos potenciais de falha e determinar o efeito de cada uma sobre o desempenho do sistema (produto ou processo), mediante um raciocínio basicamente dedutivo. É um método analítico padronizado para detectar e eliminar problemas potenciais de forma siste…

Série Ferramentas de Gestão: Diagrama do Processo Decisório

Diagrama do Processo Decisório ou PDPC (Process Decision Program Chart)

O Diagrama PDPC procura não apenas antecipar possíveis desvios de rota, mas também desenvolver medidas alternativas que previnam a ocorrência de desvios e atuem satisfatoriamente caso ocorram desvios de rota
O PDPC procura também, desenvolver planos de contingências / planos alternativo para lidar com as incertezas.
Deve-se usá-lo quando:
1.A tarefa é nova ou única; 2.O plano de implementação é complexo e difícil execução; 3.A eficiência de implementação é crítica. 4.Projeto de instalação de uma nova máquina ou intervenção de manutenção 5.Desenvolvimento e introdução de novos produtos
O PDPC pode também, ser usado para mostrar a cadeia de eventos que levam a um resultado indesejável.
Roteiro para Construção:
O Diagrama do Processo Decisório (DPD) é construído nas seguintes etapas:
• Fluxo básico • Macro-DPD • Micro-DPD

Roteiro Básico:
1.Definir os pontos de partida e de chegada 2.Traçar um plano otimista  3.Pensar sobre fatos qu…