Pular para o conteúdo principal

7 tipos de pensadores que buscamos para uma equipe



Um dos piores sentimentos em uma equipe é a solidão cerebral. Precisamos da companhia de pensadores fortes para provocarem a nossa própria mente. Ideias brilhantes raramente surgem em isolamento e projetos de sucesso resultam de uma equipe forte.

Em outras palavras, para fazermos um grande trabalho, devemos nos cercar de gente grande.

É um exercício interessante para definirmos o que isso significa para os tipos de pensadores que precisamos em uma equipe. O melhor trabalho vem da interação com pessoas que pensam de forma diferente do que nós e de forma diferente um do outro. Uma diversidade de perfis mentais produz os resultados mais ricos. Aqui estão seis tipos que sempre devemos procurar. (Às vezes, uma pessoa pode ter vários tipos diferentes desses pensamentos, de modo que os sete tipos nem sempre significa sete pessoas.)

1 . O sonhador: Essa pessoa nunca pensa o que não é, o que está próximo e que é possível. Eles pensam grande e esperam que, estendendo-se dos limites do que é considerado viável. Eles nunca param de perguntar " e se? " e fornecem à equipe uma energia criativa eletrizante e otimista.

2 . O debatedor: Debatedores questionam seus pressupostos, ligam para o seu salto de fé lógica e apontam as falhas no plano. Eles veem problemas muito antes dos outros, e mantém todos fundamentados e preparados. Sua natureza de questionamento obrigam a reforçarem o rigor de seus argumentos.

3. O disruptivo: Os disruptivos desafiam e rompem com o status quo de suas rotinas mentais e perspectiva insular, trazendo novas perspectivas e de longo alcance. São intelectualmente pensadores laterais e curiosos que são os primeiros a detectarem concorrentes latentes e oportunidades inexploradas no mercado.

4 . O condutor: Os condutores são líderes naturais, trazem uma cruzada, visão concentrada para todos os trabalhos e fornecem impulsos para seguirem em frente, quando todo mundo está perdendo força ou motivação. Eles são positivamente incansáveis na busca de uma ideia, conseguem o apoio político para mantê-los na pista. Podem ser defensores fantásticos para o cliente e para manter a equipe focada no problema que a ser solucionado.

5. O detalhista: Este tipo de pensador analisar de forma detalhada todos os aspectos de um projeto. Detalhistas concentram-se em aspectos práticos e salvam todos os outros de erros bobos e falhas fatais de projetos por que pensam em todos os ângulos e implicações. Identificam o que está faltando, mesmo nos melhores planos e podem diagnosticar o ponto exato em que algo pode falhar ou ser melhorado.

6. O Executor: O executor é o maravilhosamente o membro engenhoso da equipe que consegue fazer, não importa o quê. Executores arregaçam as mangas e encontram a solução. Eles são grandes colegas de quem elabora a grande estratégia, porque a implementa a tempo, o tempo todo.

7. O gestor: Os gestores fazem com que a equipe tenha um senso de propósito. Eles tem uma base sólida capaz de gerenciarem os seis tipos de personagens acima, pois não importa quantas diversos indivíduos altamente qualificados que temos, a equipe só será bem sucedida se a unirmos como um time.  

REFERÊNCIAS:

Tradução e adaptação do texto original de:

ANDRESEN, Katya.  6 types of thinkers to seek for your team. LinkedIn.  Disponível em < http://www.linkedin.com/today/post/article/20131020181102-6200057-6-types-of-thinkers-to-seek-for-your-team?trk=mp-reader-card >  Acessado em 20 de Out. de 2013.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Significado Prático do 5S

Gerisval Alves Pessoa*
Daniel da Silva Jatahy**
Conceito de 5S


È um programa de educação e treinamento que busca a mudança no comportamento e nos hábitos das pessoas, de maneira simples e ao mesmo tempo revolucionária, por meio da prática de ações de melhorias contínuas no ambiente de trabalho e no gerenciamento do dia a dia das organizações.

Tem como objetivo principal preparar uma empresa, um departamento, um bairro, uma escola, uma cidade ou qualquer espaço físico para uma intervenção de melhoria no ambiente, por meio do envolvimento das pessoas e do trabalho em equipe.

Os 5S são uma derivação de cinco palavras de origem japonesa adaptadas para o português conforme descritas abaixo:


- Seiri: Senso de Utilização
- Seiton: Senso de Ordenação
- Seisou: Senso de Limpeza
- Seiketsu: Senso de Higiene, Saúde ou Bem Estar
- Shitsuke: Senso de Autodisciplina

Mas para torná-lo simples, é necessário que entendamos de forma prática o conceito de cada senso e que o torne uma ferramenta para ser utilizada …

Série Ferramentas de Gestão: FMEA

FMEA (Failure Mode and Effect Analysis) - Análise dos Modos e Efeitos das Falhas
FMEA é uma ferramenta básica aplicada à confiabilidade que tem sua principal aplicação para a:
-Melhoria de um produto ou processo já em operação. A partir da identificação das causas das falhas ocorridas e seu posterior bloqueio. -Detecção e bloqueio das causas de falhas potenciais (antes que aconteçam) em produtos ou processos já em operação. -Detecção e bloqueio das causas de falhas potenciais (antes que aconteçam) em produtos ou processos, ainda na fase de projeto.
A ferramenta FMEA (Análise dos Modos e Efeitos das Falhas) é um método de análise de projetos (de produtos ou processos, industriais e/ou administrativos) usado para identificar todos os possíveis modos potenciais de falha e determinar o efeito de cada uma sobre o desempenho do sistema (produto ou processo), mediante um raciocínio basicamente dedutivo. É um método analítico padronizado para detectar e eliminar problemas potenciais de forma siste…

Série Ferramentas de Gestão: Diagrama do Processo Decisório

Diagrama do Processo Decisório ou PDPC (Process Decision Program Chart)

O Diagrama PDPC procura não apenas antecipar possíveis desvios de rota, mas também desenvolver medidas alternativas que previnam a ocorrência de desvios e atuem satisfatoriamente caso ocorram desvios de rota
O PDPC procura também, desenvolver planos de contingências / planos alternativo para lidar com as incertezas.
Deve-se usá-lo quando:
1.A tarefa é nova ou única; 2.O plano de implementação é complexo e difícil execução; 3.A eficiência de implementação é crítica. 4.Projeto de instalação de uma nova máquina ou intervenção de manutenção 5.Desenvolvimento e introdução de novos produtos
O PDPC pode também, ser usado para mostrar a cadeia de eventos que levam a um resultado indesejável.
Roteiro para Construção:
O Diagrama do Processo Decisório (DPD) é construído nas seguintes etapas:
• Fluxo básico • Macro-DPD • Micro-DPD

Roteiro Básico:
1.Definir os pontos de partida e de chegada 2.Traçar um plano otimista  3.Pensar sobre fatos qu…