Pular para o conteúdo principal

Cinco dicas para seu primeiro emprego


As avaliações finais e as celebrações de formatura passaram e milhares de recém-graduados vão procurar seus primeiros empregos de tempo integral. Se você é um deles, você tem sorte. Estatísticas recentes indicam que um em cada dois recém-formados estão desempregados ou subempregados. E enquanto muitos de vocês tiveram empregos em tempo parcial ou estágios, esta nova posição pode ser uma experiência incrível de aprendizado e um passaporte para sua carreira em longo prazo.

Mas, é também uma batalha. Para alguns de vocês, pode ser a sua primeira experiência em um ambiente de negócios. A maioria sente-se perdida com pouca experiência em seu primeiro emprego depois da faculdade. Cercados por tantas informações novas, os poucos experientes sempre sentem que estão ficando para trás dos colegas mais experientes. Eles não sabem a quem procurar para pedir conselhos e sentem-se como se nunca estivessem fazendo o trabalho bem o suficiente.

Então, como você pode se preparar para seu novo papel e os desafios que vai enfrentar nessa posição?  Seguem cinco dicas aprendidas ao longo da minha carreira:


1. Não "finja até que você consiga fazer" Muitos de novos empregados tentam parecer mais experiente do que realmente são. Eles não fazem perguntas. Eles acham que precisam ter respostas para ser valiosos para suas organizações, e eles não podem admitir a falta de experiência ou compreensão. Eles compensam sua falta de confiança com excesso de confiança. Mas aqui está o segredo: eles não estão enganando ninguém! Ninguém espera que você saiba tudo em seu primeiro emprego e, você só aprende e cresce mais rápido quando você busca entendimento real, faz perguntas e pede ajuda. Ao invés de fingir, adquira experiência reconhecendo as habilidades e a experiência de seus colegas de trabalho e utilize o seu primeiro emprego estágio como uma experiência de aprendizagem.

2. Nunca almoce sozinho. Uma das melhores coisas sobre um novo emprego é a incrível experiência de aprendizado que ele proporciona. Cada pessoa que você vai trabalhar com a sua nova posição, desde a recepcionista ao CEO, pode lhe ensinar algo valioso, e cada um deles pode ser um amigo e mentor de sua carreira. Muitas das pessoas mais felizes e mais bem sucedidas que eu conheço constantemente fazem perguntas e buscam orientação de todos ao seu redor e, pesquisas ainda mostram que pessoas com fortes redes sociais crescem mais rápidas. Seu escritório está cheio de pessoas inteligentes, atenciosas e experientes. Conheça-as. Trate-as com respeito. Faça-as perguntas. Aprenda com elas. E se divirta no processo.

3. Estabeleça limites para evitar esgotamento. A maioria dos postos de trabalho nunca é totalmente definida. Na escola, os testes, os trabalhos de casa e as atividades em equipe tinham prazos bem definidos. Os pais e professores o ajudaram a equilibrar a sua vida e você teve frequentes intervalos e folgas que lhe ajudaram a recarregar suas energias. Mas, no trabalho é diferente. Vai ser difícil de fazer perfeitamente (ou até mesmo bem!). Você estará ansioso para ter um desempenho superior e muitos chefes ficam todos felizes em ver seus novos empregados trabalhando por longas horas se quiserem. Há algo a ser dito para este esforço extra. Mas, você também precisa aprender, desde cedo, para definir limites pessoais que lhe permitem manter o equilíbrio e evitar o esgotamento físico ou mental. O esgotamento pode torná-lo menos produtivos no trabalho e certamente torná-lo menos feliz. E na ausência de uma comunidade solidária (seus pais e seus professores) olhando para o seu bem-estar, você precisa tomar posse de seus limites. Mapeie suas metas de vida antes do tempo. Construa intervalos curtos de trabalho em sua programação e aprenda desde cedo a buscar o equilíbrio entre seu trabalho e vida.


4. Sirva os seus colegas e clientes. Uma visão comum de geração do milênio é que eles são intitulados de narcisistas. E um erro comum que estes jovens fazem é competitivamente subir degraus de sua carreira, em vez de humildemente buscar a servir os seus colegas e clientes. Mas, se você quiser ganhar o respeito de pessoas à sua volta e desafiar estereótipos de sua geração, a melhor coisa que você pode fazer é trazer uma atitude de serviço ao seu trabalho. Proativamente busque maneiras de ajudar seus colegas. Pense à frente de novas formas de agradar os clientes. Jim Collins escreveu sobre como os maiores líderes muitas vezes combinam humildade e determinação feroz. E humildemente servindo, mantendo-se focado sobre os outros, pode ser uma ótima maneira de desenvolver a liderança e reunir o apoio de seus colegas de trabalho.

5. Trabalhe duro e apareça na hora certa. Malcolm Gladwell e outros dizem que o trabalho duro pode ser pelo menos tão importante quanto o talento para o sucesso profissional. A regra de 10.000 horas, por exemplo, sustenta que para realmente dominar uma habilidade, uma pessoa deve colocar em prática 10.000 horas. E nada de sinais de seriedade a seu empregador como presteza, dedicação e perseverança. No longo prazo, diligencie que você vai ganhar o respeito de seus colegas e, o trabalho duro vai dar-lhe o domínio e a autodisciplina para ter sucesso no futuro. Os princípios são simples, mas fácil de esquecer: Trabalhe duro e apareça na hora certa.

Seguindo estas sugestões você terá uma experiência mais interessante, enquanto equilibra um pouco do estresse e as lutas de um ambiente de trabalho totalmente novo.



REFERÊNCIAS:

Tradução e adaptação do texto original de:

COLEMAN, John. Five tips for your first job. Harvard Business Review. Disponível em  ily_alert-_-alert_date&utm_source=newsletter_daily_alert&utm_medium=email&utm_campaign=alert_date> Acessado em 10 de Jun. 2012.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cinco habilidades que os supervisores de produção enxuta precisam

Os supervisores de produção enxuta  (lean production) sãomuitas vezesas engrenagensfundamentais noprocesso de melhoria das empresas. Estão na fronteira entre agestão da empresa eo “chão de fábrica”, lidam com questõesde entrega eajudam os seus subordinados a entregarem asmelhorias necessárias.
MikeWroblewski, diretor do Instituto Americano Kaizen, recentemente destacou cinco principais habilidadesexigidaspelos supervisores de produção enxuta necessárias para se sobressairem em suas funções:
1.Excelente conhecimento técnico.É essencialque ossupervisores de produção enxuta sejam um especialistasnas atividades sobre as quaiseles temresponsabilidade.Elesdevem conhecer osprocessos envolvidos de dentro para fora. 2.Conhecimento das responsabilidades de cada um. Parte desua interface com agestãorequer uma compreensão clara da descrição de cadacargo, de saberaspolíticas da empresa oude outras normas dolocal de trabalho.
3.Um especialista em Kaizen. O supervisor de produção enxuta deve teruma sóli…

Série Ferramentas de Gestão: FTA

Série Ferramentas de Gestão: FMEA

FMEA (Failure Mode and Effect Analysis) - Análise dos Modos e Efeitos das Falhas
FMEA é uma ferramenta básica aplicada à confiabilidade que tem sua principal aplicação para a:
-Melhoria de um produto ou processo já em operação. A partir da identificação das causas das falhas ocorridas e seu posterior bloqueio. -Detecção e bloqueio das causas de falhas potenciais (antes que aconteçam) em produtos ou processos já em operação. -Detecção e bloqueio das causas de falhas potenciais (antes que aconteçam) em produtos ou processos, ainda na fase de projeto.
A ferramenta FMEA (Análise dos Modos e Efeitos das Falhas) é um método de análise de projetos (de produtos ou processos, industriais e/ou administrativos) usado para identificar todos os possíveis modos potenciais de falha e determinar o efeito de cada uma sobre o desempenho do sistema (produto ou processo), mediante um raciocínio basicamente dedutivo. É um método analítico padronizado para detectar e eliminar problemas potenciais de forma siste…