Pular para o conteúdo principal

7 Passos para engajar os empregados



Empregados engajados são produtivos. Veja como promover uma força de trabalho mais motivada.

Existem sete coisas simples que você pode fazer para garantir que sua equipe esteja totalmente envolvida, dedicada e entusiasmada com seu trabalho:

1.   Crie uma parceria

A melhor maneira de incentivar a sua equipe para dar sempre o seu melhor no trabalho é a criação de uma parceria. Trate cada empregado como um valioso membro de sua equipe e dê-lhes a autonomia para tomar decisões e fazer o seu trabalho como bem entenderem, desde que cumpram os seus padrões de desempenho.

2.   Envolva seus empregados

Envolva os empregados mais profundamente na sua organização, convidando-os a participarem de equipes multifuncionais que atraem a experiência e talento de pessoas de diferentes partes da organização. Deixe que cada equipe tenha a autoridade de que necessitam para tomar decisões por conta própria, especialmente quando as decisões de afetá-los diretamente.

3.   Deixe sua equipe informada sobre os planos da empresa

Seja o mais transparente com sua equipe, quanto você pode ser, em termos de fornecimento de informações sobre a forma como a empresa ganha e perde dinheiro, informando-lhes sobre todas as estratégias que você pode ter e explicando-lhes o papel de cada um no contexto geral. Quando seus empregados compreendem o plano geral, eles se veem como uma importante e fundamental peça do quebra-cabeça.

4.   Forneça feedback sobre o desempenho

Regularmente reserve um tempo para dizer aos membros da sua equipe o que eles estão fazendo certo e apontar as áreas de melhoria. Se o desempenho não corresponde às suas expectativas, trabalhe com eles para desenvolver ideias sobre como melhorar o desempenho. É importante que os empregados sintam que são suportados por você e à organização, ao invés de ser deixado para trás por causa de um erro ocasional ou mal atendimento.

5.   Mantenha as promessas

Nunca faça uma promessa que não possa cumprir, e quando você fizer uma promessa, não importa quão pequena ela possa ser, não se esqueça de cumpri-la. Mesmo se você acha que seus empregados não se preocupam com isso, você pode ter certeza que eles estão mantendo pontuação. Se você não tem certeza de que será capaz de atender a uma promessa, então não faça isso.

 
6.   Crie um ambiente de trabalho produtivo

Um trabalho que é confiante, aberto e divertido será o mais produtivo e bem sucedido. Esteja aberto a novas ideias e sugestões que vêm de seus empregados, e mostrar-lhes que as suas vozes estão sendo ouvidas. Regularmente defina o tempo reservado para as dinâmicas de formação de equipe e reuniões e torne-as divertidas para que seus empregados realmente fiquem ansiosos em participar, em vez de procurarem razões para abandoná-las.

7.   Agradeça-os

Um sincero agradecimento por um trabalho bem feito pode ser um poderoso gesto motivador para o sucesso contínuo e é uma ferramenta essencial para cada líder. Agradeça a seus empregados, pessoalmente e prontamente quando você vê-los fazendo algo certo, escreva um rápido e-mail de agradecimento ou envie uma mensagem de texto, ou saia do escritório e vá ao ambiente de trabalho deles para dizer-lhes em pessoa, o quão grato você está.

Dê um passeio no ambiente de trabalho de seus empregados, você estaria entusiasmado em trabalhar para si mesmo? Se não, em seguida, siga estes sete passos como tentativa.


REFERÊNCIAS:

Tradução e adaptação do texto original de:

ECONOMY, Peter.  7 Steps to engaged employees. Inc. Magazine.  Disponível em <  http://www.inc.com/peter-economy/7-steps-engaged-employees.html?cid=sf01002 > Acessado em 14 de Out. de 2013.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Significado Prático do 5S

Gerisval Alves Pessoa*
Daniel da Silva Jatahy**
Conceito de 5S


È um programa de educação e treinamento que busca a mudança no comportamento e nos hábitos das pessoas, de maneira simples e ao mesmo tempo revolucionária, por meio da prática de ações de melhorias contínuas no ambiente de trabalho e no gerenciamento do dia a dia das organizações.

Tem como objetivo principal preparar uma empresa, um departamento, um bairro, uma escola, uma cidade ou qualquer espaço físico para uma intervenção de melhoria no ambiente, por meio do envolvimento das pessoas e do trabalho em equipe.

Os 5S são uma derivação de cinco palavras de origem japonesa adaptadas para o português conforme descritas abaixo:


- Seiri: Senso de Utilização
- Seiton: Senso de Ordenação
- Seisou: Senso de Limpeza
- Seiketsu: Senso de Higiene, Saúde ou Bem Estar
- Shitsuke: Senso de Autodisciplina

Mas para torná-lo simples, é necessário que entendamos de forma prática o conceito de cada senso e que o torne uma ferramenta para ser utilizada …

Série Ferramentas de Gestão: FMEA

FMEA (Failure Mode and Effect Analysis) - Análise dos Modos e Efeitos das Falhas
FMEA é uma ferramenta básica aplicada à confiabilidade que tem sua principal aplicação para a:
-Melhoria de um produto ou processo já em operação. A partir da identificação das causas das falhas ocorridas e seu posterior bloqueio. -Detecção e bloqueio das causas de falhas potenciais (antes que aconteçam) em produtos ou processos já em operação. -Detecção e bloqueio das causas de falhas potenciais (antes que aconteçam) em produtos ou processos, ainda na fase de projeto.
A ferramenta FMEA (Análise dos Modos e Efeitos das Falhas) é um método de análise de projetos (de produtos ou processos, industriais e/ou administrativos) usado para identificar todos os possíveis modos potenciais de falha e determinar o efeito de cada uma sobre o desempenho do sistema (produto ou processo), mediante um raciocínio basicamente dedutivo. É um método analítico padronizado para detectar e eliminar problemas potenciais de forma siste…

Série Ferramentas de Gestão: Diagrama do Processo Decisório

Diagrama do Processo Decisório ou PDPC (Process Decision Program Chart)

O Diagrama PDPC procura não apenas antecipar possíveis desvios de rota, mas também desenvolver medidas alternativas que previnam a ocorrência de desvios e atuem satisfatoriamente caso ocorram desvios de rota
O PDPC procura também, desenvolver planos de contingências / planos alternativo para lidar com as incertezas.
Deve-se usá-lo quando:
1.A tarefa é nova ou única; 2.O plano de implementação é complexo e difícil execução; 3.A eficiência de implementação é crítica. 4.Projeto de instalação de uma nova máquina ou intervenção de manutenção 5.Desenvolvimento e introdução de novos produtos
O PDPC pode também, ser usado para mostrar a cadeia de eventos que levam a um resultado indesejável.
Roteiro para Construção:
O Diagrama do Processo Decisório (DPD) é construído nas seguintes etapas:
• Fluxo básico • Macro-DPD • Micro-DPD

Roteiro Básico:
1.Definir os pontos de partida e de chegada 2.Traçar um plano otimista  3.Pensar sobre fatos qu…