Pular para o conteúdo principal

Para manter o foco, controle suas emoções



O recurso mais precioso de um líder não é o seu tempo. É a sua atenção focada. Tempo simplesmente passa, enquanto a atenção focada faz as coisas acontecerem. Quando somos capazes de reunir e dirigir a nossa atenção para uma tarefa ou interação particular, podemos ter um impacto significativo em uma quantidade mínima de tempo. Mas, quando não podemos manter a nossa atenção para ter o nosso trabalho sob controle, todo o tempo do mundo é insuficiente. Então, quais são as implicações disso para os líderes?

Os líderes devem reconhecer que é essencial reforçar a capacidade de dirigir sua atenção e minimizar as distrações inúteis e, um dos passos mais importantes neste processo é gerenciar suas emoções (imãs da atenção).

Consequentemente, consciência e regulação de nossas emoções são fundamentais para o uso produtivo de nossa atenção. Aqui estão alguns passos práticos que os líderes podem tomar.

1.   Construa a capacidade. Podemos expandir nossa capacidade de atenção estabelecendo um compromisso com práticas de meditação, redação, contato com a natureza, atividade física regular e uma boa atividade de sono. Todas essas atividades apoiam a nossa capacidade de dirigir o nosso foco, filtrar as distrações, e gerir as nossas emoções, e, muitas vezes, podem tornar real os seus benefícios com um modesto investimento de tempo. Pesquisas recentes indicam que meditando por apenas alguns minutos por dia, gastando apenas uma hora por semana na natureza, ou anotar algumas notas reflexivas à noite tem um impacto significativo no bem-estar. Esses benefícios podem se estenderem para a eficácia dos líderes. A chave é um compromisso consistente para cada prática diária ou semanal.

Embora essas atividades sejam muitas vezes agradáveis por si só, não são benevolentes - são investimentos em nossa capacidade de operar em pico de eficácia.  Profissionais de alto desempenho muitas vezes gostam de ter sucesso no início de suas carreiras em virtude de sua capacidade de renunciar a atividades como estas, eles cortaram as horas de sono ou não fazer atividades físicas por longos períodos de tempo. Mas, enquanto esses sacrifícios expandem temporariamente a nossa capacidade de processamento, eles realmente diminuem a nossa capacidade de atenção focada. E enquanto os líderes mais altos continuam a trabalhar muito, o que lhes permitem adicionar valor não são as horas extras trabalhadas, mas sim a qualidade da sua atenção concentrada, enquanto estão no trabalho.

2.   Corrija as distrações. Atenção é finito, e nossa capacidade de se concentrar no momento é severamente limitada. Portanto, as distrações podem fatalmente minar a liderança eficaz, então, é fundamental evitar o "vazamento de atenção". As funções em nossos telefones e outros dispositivos que apitam, piscam e projetam números vermelhos em nossos rostos são projetados para capturar a nossa a atenção e criar um senso de urgência ... Mas, quantas vezes são qualquer uma destas interrupções são verdadeiramente urgentes? Quase nunca. Desligue-os

Outra prática que destrói a atenção é o que temos ouvido chamar de "multitarefa", um conceito totalmente errôneo. Enquanto tarefas insignificantes que exigem esforço cognitivo mínimo podem ser realizadas em paralelo, a obra verdadeiramente significativa, através do qual a maioria dos líderes agrega valor são as conversas uma –a uma, facilitação ou a tomada de decisões em reuniões, sessões de pensamento criativo e ideação requerem um nível muito mais intenso de foco. Multitarefa nesses ambientes inevitavelmente resulta em ineficiências significativas à medida que muda de contexto e perde o foco antes de retornar a um nível mais profundo do pensamento.

3.   Criar espaço. Líderes normalmente enfrentam demandas intensas no seu dia a dia (em parte porque todo mundo quer sua atenção) e, se não tiver cuidado podem trabalhar sem parar. É importante manter algum espaço livre na agenda, em uma base semanal ou até mesmo diariamente, o que permite um pensamento mais criativo e ajuda a repor as energias de atenção.

Isso, inevitavelmente, envolve pessoas decepcionantes, os quais acreditam que seu problema é digno de tempo do líder, mas os líderes produtivos percebem que eles não podem atender a todos esses pedidos e devem ignorar muitos deles. Aqui, os líderes requerem ajuda de seus subordinados diretos, família e amigos, e, talvez o mais importante: seus assistentes executivos. As pessoas nesses papéis estão numa posição única para ajudar os líderes a proteger o espaço aberto em suas agendas, e eles estão em uma posição única para minar esse processo, se eles não entenderem essa responsabilidade.

Um pensamento final: Se você é um líder que está participando de uma reunião que não vale a pena a sua atenção focada, então você está cumprindo uma função teatral. Às vezes, isso faz sentido. Há um lugar para o teatro organizacional. Mas, mais frequentemente toda a organização está sofrendo porque seu recurso mais precioso está sendo desperdiçado. Deixe que as pessoas que organizaram o encontro saibam que você participará no futuro, quando você for útil, peça desculpa e continue com o seu dia. E se a reunião é sua, você pode muito bem estar desperdiçando o tempo e a atenção de todo o mundo, pois todos podem estar lá em uma função teatral, porque eles estão respeitando a sua autoridade. Tenha uma conversa franca com um aliado confiável, e obtenha algum feedback sobre a utilidade de suas reuniões.

REFERÊNCIAS:

Tradução e adaptação do texto original de:

BATISTA, Ed. To Stay focused, manage your emotions. Harvard Business Review. Disponível em < https://hbr.org/2015/02/to-stay-focused-manage-your-emotions > Acessado em 02 de Fev. 2015.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Significado Prático do 5S

Gerisval Alves Pessoa*
Daniel da Silva Jatahy**
Conceito de 5S


È um programa de educação e treinamento que busca a mudança no comportamento e nos hábitos das pessoas, de maneira simples e ao mesmo tempo revolucionária, por meio da prática de ações de melhorias contínuas no ambiente de trabalho e no gerenciamento do dia a dia das organizações.

Tem como objetivo principal preparar uma empresa, um departamento, um bairro, uma escola, uma cidade ou qualquer espaço físico para uma intervenção de melhoria no ambiente, por meio do envolvimento das pessoas e do trabalho em equipe.

Os 5S são uma derivação de cinco palavras de origem japonesa adaptadas para o português conforme descritas abaixo:


- Seiri: Senso de Utilização
- Seiton: Senso de Ordenação
- Seisou: Senso de Limpeza
- Seiketsu: Senso de Higiene, Saúde ou Bem Estar
- Shitsuke: Senso de Autodisciplina

Mas para torná-lo simples, é necessário que entendamos de forma prática o conceito de cada senso e que o torne uma ferramenta para ser utilizada …

Série Ferramentas de Gestão: FMEA

FMEA (Failure Mode and Effect Analysis) - Análise dos Modos e Efeitos das Falhas
FMEA é uma ferramenta básica aplicada à confiabilidade que tem sua principal aplicação para a:
-Melhoria de um produto ou processo já em operação. A partir da identificação das causas das falhas ocorridas e seu posterior bloqueio. -Detecção e bloqueio das causas de falhas potenciais (antes que aconteçam) em produtos ou processos já em operação. -Detecção e bloqueio das causas de falhas potenciais (antes que aconteçam) em produtos ou processos, ainda na fase de projeto.
A ferramenta FMEA (Análise dos Modos e Efeitos das Falhas) é um método de análise de projetos (de produtos ou processos, industriais e/ou administrativos) usado para identificar todos os possíveis modos potenciais de falha e determinar o efeito de cada uma sobre o desempenho do sistema (produto ou processo), mediante um raciocínio basicamente dedutivo. É um método analítico padronizado para detectar e eliminar problemas potenciais de forma siste…

Série Ferramentas de Gestão: Diagrama do Processo Decisório

Diagrama do Processo Decisório ou PDPC (Process Decision Program Chart)

O Diagrama PDPC procura não apenas antecipar possíveis desvios de rota, mas também desenvolver medidas alternativas que previnam a ocorrência de desvios e atuem satisfatoriamente caso ocorram desvios de rota
O PDPC procura também, desenvolver planos de contingências / planos alternativo para lidar com as incertezas.
Deve-se usá-lo quando:
1.A tarefa é nova ou única; 2.O plano de implementação é complexo e difícil execução; 3.A eficiência de implementação é crítica. 4.Projeto de instalação de uma nova máquina ou intervenção de manutenção 5.Desenvolvimento e introdução de novos produtos
O PDPC pode também, ser usado para mostrar a cadeia de eventos que levam a um resultado indesejável.
Roteiro para Construção:
O Diagrama do Processo Decisório (DPD) é construído nas seguintes etapas:
• Fluxo básico • Macro-DPD • Micro-DPD

Roteiro Básico:
1.Definir os pontos de partida e de chegada 2.Traçar um plano otimista  3.Pensar sobre fatos qu…