Pular para o conteúdo principal

O bom feedback é baseado em fatos, não em sua opinião

Quando um colega de trabalho lhe solicita um feedback, ele espera que o mesmo seja útil. Mas, é necessário que você se conecte ao que é importante para ele, e separe-o de suas crenças e preferências pessoais, pois ele não poderá agir sobre isso. Enfatize fatos, não interpretações. Isso significa ficar longe de comentários subjetivos, do tipo: ela é egocêntrica. Ele não tem confiança. Mesmo se você acredita que o comportamento de um empregado decorre da falta de confiança, por exemplo, essa é apenas sua opinião; pode ou não ser exato. Aponte para comportamentos específicos: ele não contribui durante as reuniões. Ela me interrompe quando estou falando. E garanta que seus comentários incluam notas negativas e positivas, o que ajuda a neutralizar seus preconceitos e preferências pessoais. Para o seu colega melhorar, ele precisa saber o que estão fazendo bem e onde tem espaço para crescer.

Fonte: Tradução livre e adaptação do texto original Good Feedback Is Based on Facts, Not Your Opinion. HBR – The Management Tip of the Day, April, 9, 201

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Série Ferramentas de Gestão: FTA

Série Ferramentas de Gestão: FMEA

FMEA (Failure Mode and Effect Analysis) - Análise dos Modos e Efeitos das Falhas
FMEA é uma ferramenta básica aplicada à confiabilidade que tem sua principal aplicação para a:
-Melhoria de um produto ou processo já em operação. A partir da identificação das causas das falhas ocorridas e seu posterior bloqueio. -Detecção e bloqueio das causas de falhas potenciais (antes que aconteçam) em produtos ou processos já em operação. -Detecção e bloqueio das causas de falhas potenciais (antes que aconteçam) em produtos ou processos, ainda na fase de projeto.
A ferramenta FMEA (Análise dos Modos e Efeitos das Falhas) é um método de análise de projetos (de produtos ou processos, industriais e/ou administrativos) usado para identificar todos os possíveis modos potenciais de falha e determinar o efeito de cada uma sobre o desempenho do sistema (produto ou processo), mediante um raciocínio basicamente dedutivo. É um método analítico padronizado para detectar e eliminar problemas potenciais de forma siste…

Série Ferramentas de Gestão: Diagrama do Processo Decisório

Diagrama do Processo Decisório ou PDPC (Process Decision Program Chart)

O Diagrama PDPC procura não apenas antecipar possíveis desvios de rota, mas também desenvolver medidas alternativas que previnam a ocorrência de desvios e atuem satisfatoriamente caso ocorram desvios de rota
O PDPC procura também, desenvolver planos de contingências / planos alternativo para lidar com as incertezas.
Deve-se usá-lo quando:
1.A tarefa é nova ou única; 2.O plano de implementação é complexo e difícil execução; 3.A eficiência de implementação é crítica. 4.Projeto de instalação de uma nova máquina ou intervenção de manutenção 5.Desenvolvimento e introdução de novos produtos
O PDPC pode também, ser usado para mostrar a cadeia de eventos que levam a um resultado indesejável.
Roteiro para Construção:
O Diagrama do Processo Decisório (DPD) é construído nas seguintes etapas:
• Fluxo básico • Macro-DPD • Micro-DPD

Roteiro Básico:
1.Definir os pontos de partida e de chegada 2.Traçar um plano otimista  3.Pensar sobre fatos qu…